Página InicialImprensaEmpresaWeidmüller aumenta Executive Board e nomeia Presidente

Weidmüller aumenta Executive Board e nomeia Presidente

O Conselho Executivo do Grupo Weidmüller terá quatro elementos

 

A Weidmüller reorganizou o Executive Board: Peter Köhler, 55 anos, que ocupou o cargo de CEO até agora, tomou agora posse como Presidente do Conselho Executivo para a engenharia elétrica do especialista Weidmüller. A área de Production and Supply Chain também tem agora uma divisão executiva: o Conselho de Administração do Grupo Weidmüller também Elke Ecksteins para o Conselho Executivo da Weidmüller, uma empresa familiar. Elke Ecksteins, 49 anos, está a assumir o papel de Chief Operating Officer, assumindo responsabilidades pelos locais de produção nacional e internacional, compras e logísticas, tal como para a qualidade e gestão ambiental. Portanto, o Conselho Executivo do Grupo Weidmüller aumentou de três para quatro membros e esta alteração tem em conta a expansão contínua e um foco cada vez mais internacional do Grupo Weidmüller. Ou seja, a partir de dezembro de 2013, o Conselho Executivo do Grupo Weidmüller terá Peter Köhler (Chairman of the Executive Board), Elke Eckstein (Chief Operating Officer), Volpert Briel (Chief Marketing and Sales Officer) e Harald Vogelsang (Chief Financial Officer).

Em 2011, Peter Köhler foi nomeado Chief Executive Officer do Grupo Weidmüller e nos últimos anos tem dado provas da sua capacidade de aumentar a inovação tecnológica na empresa e tem sido uma força motriz por detrás do foco estratégico da empresa. Elke Eckstein já trabalhou no fabricante de iluminação de referência mundial, OSRAM, onde em 2011 era responsável pelas unidades de produção na área das lâmpadas tal como nas funções de gestão da cadeia de fornecimento, qualidade e tecnologia. Nesta posição, Elke Eckstein esteve no comando da reorganização da empresa seguindo a mudança para a tecnologia de lâmpadas LED e a gestão da produção global de lâmpada e produção do produto semi-acabado em 25 locais com uma força de trabalho de mais de 10 000 funcionários. O percurso profissional de Elke Eckstein, que começou na Siemens, abrange um total de 30 anos no setor de engenharia elétrica e eletrónica. Os seus trabalhos anteriores incluem a OSRAM Opto SC em Regensburg onde era responsável pela produção global e cadeia de fornecimento, bem como na AMD em Dresden, onde como Vice-Presidente era responsável pelo dia-a-dia da fábrica de semicondutores. Além disso, os seus trabalhos incluíram um período de três anos como Chief Executive Officer (CEO) na Altis Semiconductor em França, uma joint-venture da IBM e Infineon. Elke Eckstein é a primeira mulher na história da Weidmüller nos seus 160 anos a ser nomeada para uma posição executiva ou de gestão principal.